Design afetivo: entenda o que é e como aplicá-lo!

Tempo de leitura 6 min
Compre tintas originais Epson e ganhe 3 meses no TidalPowered by Rock Convert
PORT, distribuidor oficial ChamexPowered by Rock Convert

Você sabe qual é a diferença entre casa e lar? Então vamos lá: casa é apenas a construção, feita de tijolos e concreto. Já o lar, por sua vez, consiste no ambiente onde as pessoas encontram conforto e acolhimento. Pois o design afetivo busca justamente transformar uma casa em um lar!

Trata-se de um conceito cada vez mais comum entre as tendências dos últimos tempos. Por ser algo novo, muitas pessoas ainda não conhecem o termo e, pensando nisso, decidimos criar este artigo com a intenção de explicar a definição de design afetivo.

Continue conosco na leitura e confira dicas para fazer da sua casa um verdadeiro lar!

O que é design afetivo?

De modo geral, funcionalidade, estética e afeto. Isso significa que cada componente da decoração precisa ter uma função prática e, ainda assim, garantir a conexão ideal com os moradores da casa.

O segredo do design afetivo é a procura pelo equilíbrio, para que a casa não vire um amontoado de objetos pessoais que não agregam em nada à decoração. Por outro lado, a decoração também não deve ser organizada considerando apenas a estética do espaço, pois isso tende a transformar o ambiente em um lugar pouco aconchegante e íntimo.

A dica é trabalhar todas as peças de uma forma diferente. Os quartos, por exemplo, podem conter objetos capazes de transmitir a essência de seus donos, trazendo memórias boas. Já na sala, vale apostar em fotos ou artigos de decoração que remetam a reuniões de família e aos amigos que costumam visitar a casa.

Como colocar o design afetivo em prática?

Harmonizar os elementos é a parte mais difícil da decoração. A seguir você encontra algumas dicas para ajudá-lo a construir um ambiente afetivo e esteticamente agradável. Veja.

Mobiliário

Todos os elementos são relevantes para a decoração afetiva. No entanto, os móveis merecem atenção especial. Um móvel que pertenceu a um membro importante da sua família com certeza deve integrar a composição do espaço — essa também é uma ótima maneira de economizar no processo.

Lembre-se, é claro, de que os elementos devem estar em bom estado. Como dissemos anteriormente, o segredo consiste em unir afeto e funcionalidade. Móveis de madeira envelhecem muito bem, enquanto os estofados tendem a rasgar com o passar do tempo. Reformar ou customizar móveis também figura como ótima opção.

Elementos de decoração

Existem várias maneiras de decorar usando elementos com valor afetivo. A primeira delas é a partir de objetos de família, como porcelanas e quadros. Um bom exemplo são os casais que gostam de expor em cristaleiras as taças que serviram os convidados no dia da festa de casamento.

A outra alternativa é enfeitar a casa com fotografias — afinal, trata-se de uma incrível prática para guardar uma lembrança e trazer memórias à tona. Uma das desvantagens do avanço da tecnologia é que as fotos pararam de ser relevadas.

EcoTank Epson perfeita também para a diversãoPowered by Rock Convert

Portanto, pode ser incrível voltar ao passado e revelar imagens marcantes, com significado especial. Os arquivos virtuais, no fim das contas, sempre se perdem. Já as fotos impressas valem para aparecer em varais, guardadas em porta-retratos ou até mesmo coladas em murais.

Outro item que bastante importante para a decoração afetiva: lembranças de viagem. Se você é do tipo de pessoa que não consegue visitar um lugar novo sem comprar um souvenir, então essa é a sua chance de expor uma coleção de memórias. Há quem goste de usar antigos brinquedos na decoração, mas essa ideia não combina com todos os estilos.

Itens de organização também podem ser grandes aliados na decoração, como lousas adesivas, porta canetas ou caixas organizadoras. Seja criativo e esses itens se encaixarão perfeitamente na decoração dos cômodos, principalmente do quarto e do escritório.

Cores e plantas

Além do mobiliário e dos objetos decorativos, as cores e as plantas também têm o poder de deixar um ambiente mais aconchegante. A melhor dica para combinar as tonalidades dos cômodos é escolhê-las de acordo com a personalidade dos moradores da casa, seguindo sempre a psicologia das cores.

Azul e verde rementem à tranquilidade e à natureza, por isso nos trazem a sensação de conforto. Empregue esses tons para decorar banheiros, quartos e salas de estar. Já as alternativas mais quentes e vibrantes, como laranja e vermelho, instigam a criatividade, comunicação e até mesmo a fome. Por isso, são indicados para cozinha, escritório e sala de jantar.

Os tons neutros servem bem em qualquer cômodo. Porém, se você quer tornar a sua casa o mais criativa e afetiva possível, então o melhor é apostar nas cores fortes. Essa também é uma ótima forma de transmitir a sua essência para a decoração.

Por fim, precisamos falar sobre o uso das plantas para o design afetivo. Várias pessoas alegam falta de tempo para cuidar delas e se negam a tê-las dentro de casa. No entanto, existem inúmeros tipos de plantas que não precisam de tanta água ou sol para sobreviver.

É verdade que as plantas fazem um pouco de sujeira, mas esse é um preço justo a se pagar pela paz que trazem ao ambiente. O contato com a natureza é fundamental para nossa autoestima e bem-estar, principalmente para quem vive em cidades grandes.

O design afetivo deve ser feito por um designer?

Contratar um designer de interiores para cuidar da sua decoração afetiva pode não ser a melhor ideia. O ideal é que você seja o responsável por cuidar da decoração do seu lar, afinal de contas ninguém sabe mais a respeito dos seus sentimentos do que você mesmo.

É claro que dá para contratar um designer de interiores buscando ajuda na harmonização dos elementos. Nesse caso, conte ao profissional qual é o seu estilo e qual tipo de emoção você deseja que o lar transmita.

Muita gente não se sente em casa morando na sua própria… casa! Sim. Isso acontece em especial com quem acabou de se mudar, por exemplo. O objetivo do design afetivo é justamente fazer com que as pessoas usufruam de aconchego no ambiente caseiro. Agora que entendeu o conceito de decoração afetiva, temos certeza de que a sua casa será um lar!

Gostou das nossas dicas? O que você pensa sobre o conceito de design afetivo? Conte-nos a sua opinião a respeito do texto e a sua experiência com design afetivo nos comentários abaixo!

Na PORT tem Cartucho Original HP XL com Frete GrátisPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up