Impressão

Guia completo sobre tinta para impressora!

maio 6, 2019
Tempo de leitura 17 min

Seja em casa ou no ambiente de trabalho, uma impressora desempenha um papel de muita importância. Muitas famílias gostam de contar com esse recurso para a impressão de fotografias que registram momentos especiais. Nas empresas, o equipamento é necessário para imprimir documentos que serão inseridos em processos.

Independentemente da modalidade de uso, é essencial ter cuidado com a tinta para impressora. Um dos motivos é que esse item apresenta uma grande influência na qualidade das impressões, ou seja, na aparência de textos e imagens. Neste post, abordaremos vários aspectos ligados à aquisição das impressoras e ao uso das tintas. Confira!

Como funciona uma impressora a jato de tinta?

impressora de jato de tinta tem um funcionamento bastante simples. A impressão é realizada por gotículas de tinta que são responsáveis por criar um texto ou ilustração no papel. A resolução de uma imagem impressa a jato de tinta varia de 300 a 600 dpi (pontos por polegada). Quanto maior for esse número, melhor será a qualidade da imagem.

Em geral, essa impressora tem cartuchos de tinta preta e também colorida, que contém as cores primárias (amarelo, ciano e magenta). Há modelos a jato de tinta que apresentam somente um cartucho para todas as tonalidades.

Também existem opções com um cartucho diferente para cada cor específica. Nesse caso, deve haver mais cuidado ao verificar se a tinta para impressora é original, porque isso tem ligação com a qualidade do que será impresso.

Um aspecto positivo dessa impressora é que ela produz centenas de cópias até acabar a tinta do cartucho, sendo que a produtividade tem relação direta com o tamanho e resolução dos caracteres e ilustrações a serem impressos.

Comodidade

A impressora a jato de tinta pode ser utilizada com facilidade nas residências e em escritórios com pouco espaço disponível, visto que tem um tamanho reduzido e pode ser acomodada em diversos locais. Dependendo da situação, o usuário pode colocá-la na sala de casa ou em um quarto que está com menos objetos no momento.

Essa vantagem é resultado não apenas das dimensões do equipamento, mas também do design, que se destaca pela simplicidade. Com o avanço tecnológico, a impressora a jato de tinta passou a ter outras funcionalidades, como fazer cópias e escanear documentos.

Qualidade

Para quem gosta de fotos, a impressão com tinta é uma excelente alternativa, visto que a alta qualidade faz com que as imagens fiquem bastante nítidas. Quem não fica satisfeito em ver uma fotografia bonita da família, não é mesmo?

Avaliar a qualidade dos cartuchos e da tinta é um ponto que deve ser observado, pois essa medida contribui para aumentar a vida útil do equipamento. Para isso, é importante contar com um fornecedor que seja de confiança e que trabalhe com cartuchos originais.

Como é o funcionamento da impressora tanque de tinta?

Também conhecida como Eco Tank no mercado, esse modelo se caracteriza por dispensar a utilização de cartuchos para fazer impressões. Ao encerrar o estoque de tinta, é preciso comprar refis originais, que são comercializados à parte.

Esse tipo de impressora pode ser utilizado tanto em casa quanto nos escritórios, tendo equipamentos indicados para cada ambiente. Para quem gosta de tecnologia, é possível comprar uma tanque de tinta com recursos especiais, como a multifuncionalidade e o Wi-Fi integrado.

O equipamento também é capaz de imprimir materiais com alto nível de qualidade. Nesse caso, o usuário pode aproveitar para fazer a impressão de fotos e panfletos, por exemplo, com uma grande variedade de cores.

A sustentabilidade é mais um aspecto relevante da impressora. Por não apresentar resíduos, não é nociva ao meio ambiente. Também se caracteriza pela impressão de várias cópias com a mesma qualidade, mostrando uniformidade e regularidade, o que dá mais segurança ao consumidor.

Quais são as características da impressora a laser?

As impressoras a laser se destacam pelo uso do toner e de um fusor que faz a temperatura do papel chegar a 200 C°. O aquecimento fixa o pó tonalizador ao papel durante a impressão.

Esse modelo apresenta uma qualidade superior em relação às impressoras jato de tinta e tem mais velocidade para imprimir, contribuindo para que o aparelho tenha condições de assumir um volume de trabalho elevado.

É possível comprar o equipamento para utilizar na residência, mas o investimento só faz sentido se houver uma grande demanda, porque o toner tem um valor superior em relação aos cartuchos de tinta. No entanto, essa diferença é recompensada por durar muito mais tempo e fazer uma quantidade maior de impressões.

Isso deve ser avaliado na hora de fazer o cálculo do custo por impressão, pois, dependendo do contexto, a impressão a laser pode apresentar um custo-benefício mais interessante do que a feita por jato de tinta.

O que pode influenciar o rendimento da impressora?

O nível de tinta disponível no cartucho ou no toner influencia diretamente na impressão. Se estiver baixo, existe a probabilidade de haver perda de qualidade, que aumenta à medida que a quantidade de tinta diminui.

A recomendação é checar esse fator periodicamente. Para fazer isso da forma correta, é válido fazer uma leitura atenta do manual da impressora. Se tiver dificuldades, entre em contato com o suporte do fabricante ou distribuidora oficial. Em geral, eles contam com uma equipe qualificada para prestar atendimento ao público e tirar dúvidas sobre aspectos que influenciam no uso dos equipamentos.

Além de fazer esse acompanhamento, é importante considerar a média de impressões feitas para elaborar um planejamento de troca de cartuchos ou toners. O ideal é sempre contar com suprimentos reservas para conseguir executar o trabalho no momento desejado e não ficar na mão quando mais precisar.

Como fazer a escolha da tinta correta?

É preciso ter bastante atenção na hora de comprar a tinta para impressora, porque cada modelo requisita cartuchos ou toner específicos. Se o consumidor não verificar isso, tem uma grande chance de fazer uma aquisição equivocada, o que gera perda de tempo e dinheiro.

Para não enfrentar esse problema, é válido recorrer ao manual, que contém a descrição do modelo de cartucho para impressora a ser comprado. Essa informação é essencial para o usuário pesquisar e encontrar uma loja na qual o produto esteja disponível.

Outra recomendação é observar a quantidade de impressão realizada no dia a dia, pois isso tem uma grande influência no consumo de tinta, o que leva o usuário a adquirir um novo cartucho.

Como descartar a tinta para impressora corretamente?

É imprescindível que haja um descarte adequado das tintas para impressora, visto que esses suprimentos podem contaminar o solo e a água se o processo não acontecer da maneira devida.

No entanto, em primeiro lugar, é preciso refletir sobre as responsabilidades de todas as partes envolvidas. É muito comum o pensamento de que somente as empresas que produzem cartuchos e toners têm responsabilidade em relação aos danos ecológicos.

Entretanto, essa visão está equivocada, pois o consumidor também pode fazer a sua parte. É possível adotar uma série de ações relacionadas ao descarte para minimizar qualquer prejuízo causado ao meio ambiente. Uma delas é analisar como é a política de coleta e descarte de embalagens de suprimentos originais do fabricante.

Muitas empresas têm um sistema para coletar cartuchos e toners. Além disso, há marcas que aceitam as embalagens vazias recolhidas por distribuidores oficiais, como a PORT, e realizam a logística reversa, evitando o descarte impróprio desses produtos.

Serviços

Caso o fabricante não ofereça um atendimento mais próximo do usuário, ele pode optar pelos serviços de empresas do segmento de reciclagem de embalagens ou por aquelas que reciclam especificamente cartuchos e toners já usados. Não se trata de reutilizar esses cartuchos, mas de reciclar a embalagem do produto e contribuir para a sustentabilidade.

Na prefeitura e na internet, é possível obter informações sobre instituições que atuam no processo de descarte de suprimentos. O importante é que o consumidor tenha uma postura responsável ao eliminar os itens utilizados para a impressão.

Outra possibilidade é fazer o descarte dos cartuchos e toners no lixo do condomínio, no qual há a separação de materiais recicláveis. O correto é que os suprimentos estejam envolvidos em um plástico a fim de evitar o vazamento de pigmentos de tinta.

Quais são os cuidados necessários com o papel?

A tinta para impressora é muito importante, mas não adianta investir apenas nela. Um dos motivos é que o papel tem uma grande influência na qualidade dos materiais impressos. Dependendo da situação, ele pode provocar falhas significativas. Para você não ter problemas com isso, é interessante seguir algumas dicas, como:

  • não deixar o papel na bandeja por muito tempo, ou seja, coloque apenas o que for necessário para imprimir no momento. A medida evita o travamento do material na impressora;
  • verificar o tipo de papel mais adequado para o equipamento, pois isso tem um impacto direto na qualidade da impressão;
  • colocar na bandeja a quantidade de papel que seja suportada pela impressora. Desse modo, você evita que o equipamento seja danificado.

Por mais que haja um investimento na tinta para impressora, o cuidado com o papel deve fazer parte da rotina do usuário, pois a preservação do equipamento é importante para que ele apresente uma performance de alto nível.

Quais são os tipos de papel?

Agora que você já sabe que a qualidade do papel também tem influência na impressão, mostraremos alguns tipos e suas características a fim de que você possa escolher o papel ideal para o trabalho que pretende realizar.

Papel Sulfite

É um dos mais conhecidos do mercado. O papel sulfite é bastante usado em escritórios e em residências e apresenta uma gramatura com variações de 75 a 90 g/m².

Papel Offset

É bastante parecido com o sulfite, mas se destaca por apresentar uma maior resistência à umidade. Por contar com propriedades macroporosas, o papel offset tem um maior poder de absorção de tinta em relação a outros papéis. Além disso, apresenta uma superfície plana e uma grande variedade de gramaturas que vai de 56 até 240g/m².

Papel Couchê

Tem como característica marcante o brilho e um revestimento que garante a lisura do papel. Em virtude de ser microporoso, o couchê permite que as cores fiquem mais fortes e vivas. É possível encontrar 3 tipos dessa modalidade de papel:

  • L-1: apresenta brilho somente em um dos lados;
  • L-2: tem brilho em todos os lados;
  • Matte: não apresenta nenhum brilho (fosco).

A gramatura do couchê pode variar de 90 a 250 g/m². Para verificar qual impressora e cartucho comprar de acordo com diversos tipos de papel e objetivos, confira outro post em nosso blog.

Papel fotográfico Glossy

Destaca-se pelo alto brilho e lembra bastante os papéis que eram utilizados nos laboratórios de revelação mais antigos. O Glossy pode ser usado para as fotos tradicionais e para impressão de materiais que fazem parte de vários produtos, como canecas e relógios.

Papel fotográfico Glossy Adesivo

É muito parecido com o Glossy tradicional. A grande diferença é que contém uma função adesiva. Dessa forma, ele pode ser aproveitado para a criação de adesivos e etiquetas, por exemplo.

Papel fotográfico texturizado

Apresenta um acabamento diferenciado, sendo bastante empregado para imprimir convites e certificados, que necessitam de uma maior sofisticação. Esse modelo de papel tem uma grande variedade de acabamentos, como:

Papel fotográfico microporoso

É muito versátil porque possibilita a impressão com tinta corante ou pigmentada (embora a qualidade deva interferir nessa escolha também). Esse nome tem relação com as fibras do papel, que apresentam poros mais espaçados e permitem um depósito de tintas com elevado índice de pigmentação, contribuindo para uma secagem mais rápida.

Esse papel tem 3 versões: Glossy, Satin Fosco e Woven. Os dois últimos são muitos usados por empresas de fotografia que atuam em formaturas por causa do acabamento de altíssima qualidade.

Para o bom aproveitamento de cada modelo de papel, é preciso ter cuidado com as especificações da impressora.

No caso da HP, os cartuchos de tinta e toner são identificados para diferenciar os que funcionam em cada impressora da marca. Algumas usam até mais de uma modalidade de cartucho. Com a multifuncional HP Deskjet 1510, por exemplo, é possível utilizar um cartucho HP 61 Preto e um HP 61 colorido.

Como é importante ter foco na sustentabilidade?

A preservação do meio ambiente é uma responsabilidade tanto das empresas quanto dos cidadãos. Não adianta apenas cobrar ações do setor público ou privado para que a natureza seja devidamente cuidada.

Muitas empresas atuam com programas de sustentabilidade e logística reversa para promover uma melhor qualidade de vida a todos e conquistar resultados mais expressivos. A HP Brasil desenvolve, desde 2006, iniciativas voltadas para aproveitar a matéria-prima na fabricação de equipamentos com o máximo de respeito ao meio ambiente e eficiência.

A empresa conta com um Centro de Reciclagem que reinsere as matérias-primas em toda a cadeia produtiva. Em 5 anos, mais de 3,5 mil toneladas foram recicladas e reutilizadas no processo. Esses itens são usados para fabricar novos equipamentos (impressoras, computadores etc.).

No Brasil, 8 milhões de impressoras da HP já foram fabricadas utilizando materiais reciclados. Esse número pode alcançar um resultado ainda mais significativo caso haja um maior engajamento dos consumidores.

Uma impressora pode ter até 40% do peso composto de material reciclado. A HP também conta com um programa de logística reversa que apresenta uma característica marcante no Brasil: a fábrica para a produção de equipamentos e o local para o reaproveitamento dos itens ficam muito próximos, facilitando o trabalho de gestão desses materiais.

A HP, no Brasil, recicla 45 toneladas de matérias-primas (peças de impressora e cartuchos). Esse número pode ser superior a 60 toneladas se houver uma maior devolução dos itens consumidos à fábrica.

Fabricantes

Além da HP, outras empresas também atuam com foco na preservação ambiental. No caso da Epson, foi criado um programa de coleta que abrange cartuchos, garrafas de tinta, fitas matriciais e outros equipamentos. A empresa conta com mais de 110 lojas em 26 estados, as quais recebem esses itens e os destinam a ações voltadas para o reaproveitamento na fabricação.

Lexmark é mais uma companhia global que adota um programa de logística reversa. Denominada como Planeta Lexmark, a iniciativa trabalha com a conscientização dos consumidores e com o recolhimento de cartuchos de impressoras e equipamentos multifuncionais.

Esse programa é feito em todos os países em que a empresa tem unidades e já contribui para recolher mais de 400 mil toneladas de plástico, que demora, em média, mais de 1000 anos para se decompor na natureza. Os resíduos coletados tem uma destinação feita de acordo com os padrões da ISO 14001.

Também segue a linha da sustentabilidade a Samsung, que tem uma meta de recuperar 7,5 milhões de toneladas até 2030. A empresa adota o conceito de economia circular, o qual tem como foco reutilizar matérias-primas por meio de ações de recuperação e reutilização.

Canon e a Brother também são exemplos de empresas que se preocupam com o impacto ambiental provocado pela fabricação de tintas para impressora. Ambas priorizam a ideia de reduzir a emissão de gás carbônico e aumentar a vida útil dos produtos.

Para as companhias alcançarem um melhor desempenho na preservação do meio ambiente com a redução do consumo de água, energia e resíduos, é fundamental a participação dos consumidores ao devolver os produtos já utilizados. Em todas as lojas da PORT, coletores estão disponíveis para o descarte adequado de cartuchos vazios.

Como escolher a impressora ideal?

Você já viu que a tinta para impressora exige bom senso na hora da escolha. Esse procedimento também deve ser seguido na hora de comprar o equipamento para imprimir folhas com textos e ilustrações. Pensando nisso, vamos destacar algumas ações que ajudarão a escolher a impressora mais adequada às necessidades do seu dia a dia.

Avaliar a demanda

Você precisa só imprimir documentos com textos ou materiais com fotografia também? A resposta vai servir como orientação para fazer uma boa escolha. Para quem deseja fazer muitas impressões com intuito pessoal, a impressora a jato de tinta é uma excelente alternativa.

Em um ambiente corporativo, geralmente há um grande volume de material impresso. Nesse cenário, a impressora a laser pode ser a mais adequada.

Analisar o orçamento

Escolher a impressora não é algo tão simples quanto parece. Dependendo do modelo, você terá que pagar por um valor mais elevado. Para não comprometer as suas finanças, veja como está o seu orçamento e analise quanto pode investir no momento.

Inegavelmente, é ótimo ter uma impressora de alto nível. Mas isso deve ser feito com muito planejamento. Para conseguir o equipamento ideal, vale a pena pesquisar bastante na internet. A PORT, por exemplo, tem vários modelos que podem suprir diferentes demandas com tranquilidade.

Pensar na tecnologia

Para quem gosta de comodidade, contar com uma impressora Wi-Fi é uma mão na roda, não é mesmo? Na sua casa, solicitar a impressão de documentos no local mais adequado para usar o notebook é uma comodidade que merece ser levada em consideração.

Se você é mais tradicional, a impressora com conexão USB não deixa de ser uma boa alternativa. Caso a rede de internet esteja fora do ar, isso não vai prejudicar a impressão de materiais. No entanto, você precisa ser organizado e definir um local em que seja possível ficar acomodado para fazer as impressões com calma, pois ficar mudando a impressora de lugar diversas vezes está longe de ser algo prático.

Verificar os recursos

Quem não gosta de contar com um equipamento que apresenta vários recursos úteis? Há vários tipos de impressora disponíveis no mercado para atender a diferentes demandas. Se for possível, opte por uma que faça impressões de alto nível e que seja multifuncional, com recursos para reproduzir cópias e escanear documentos.

Há impressoras que podem até enviar fax. Sem dúvida, é positivo ter um equipamento que tenha funções úteis para o dia a dia. Dessa forma, é possível simplificar a realização de alguns processos dentro de uma empresa, por exemplo.

Ficar de olho na marca

Antes de optar por um modelo, veja a reputação da fabricante. Na internet, é possível ter acesso a comentários e avaliações dos clientes tanto sobre o equipamento quanto sobre a empresa. O respeito aos consumidores e busca pela satisfação deles devem estar em primeiro lugar.

Também é importante optar por marcas que ofereçam produtos de qualidade por um preço condizente. Como você pôde perceber, a escolha de um equipamento para impressão, assim como a da tinta para impressora, envolve uma série de detalhes que não podem ser ignorados. Por isso, procure sempre tirar as suas dúvidas sobre esses itens.

Gostou deste guia que preparamos para você? Agora que você já sabe quais pontos precisam ser levados em consideração, visite o nosso site e escolha a impressora e as tintas adequadas para a sua necessidade.

Cartuchos e toners com frete grátis Brasil

 

    Scroll Up